31 de março de 2012

Historia: Boinas

O primeiro chapéu efetivamente usado foi o "PÉTASO" por volta do ano 2.000 a.C.. Tratava-se de um chapéu dotado de copa baixa e abas largas que os gregos faziam uso em suas viagens como uma forma de proteção. Era um tipo prático, ajustável, podendo ser retirado com facilidade, tendo perdurado na Europa por toda a Idade Média (de 476 a 1453).

(Pétaso)

Na Antiga Roma (por volta do ano 1.000 a.C.), os escravos eram proibidos de usar chapéus. Quando eram libertados passavam a adotar uma espécie de chapéu semelhante ao barrete (boné em forma de cone, com a ponta caída para um lado), em sinal de liberdade. Este tipo foi revivido durante a Revolução Francesa (final do século XVIII), chamado de "bonnet rouge" e se tornou um símbolo do partido republicano durante a República. Outro tipo bastante parecido com o barrete foi o capuz, unido ou não a um manto, amplamente usado na Idade Média.

(Bonnet Rouge)

Boina é um subtipo do boné, geralmente feito de lã e sem aba, e que surgiu em razão de os combatentes de blindados não se sentirem bem com uso de gorros ao efetuarem a manutenção das máquinas.
Além do uso militar, a boina, está também associada aos pintores e é um complemento do traje típico dos escoceses. No Rio Grande do Sul, a boina muitas vezes substitui o chapéu do gaúcho.
É também um acessório de moda largamente utilizado pelas mulheres. Ela adapta-se à volta da cabeça, muitas vezes é puxada para um dos lados, e a sua coroa mole pode ser formatada de uma série de maneiras.
As boinas eram originalmente usadas pelos camponeses do País Basco. Hoje em dia são geralmente feitas de feltro ou de fibras acrílicas.


Sempre utilizado pelas fashionistas, é simbolo ligado a arte, riqueza e estilo (também meu acessorio preferido). Com o tempo, as boinas ganharam abas e foram se adaptando quanto a material e cores. Acham ou não que as boinas vieram e para nunca mais partir?

28 de março de 2012

Historia: Chapéu-coco

As primeiras modalidades de proteção para cabeça surgiram por volta do ano 4.000 a.C. no antigo Egito, na Babilônia e na Grécia, quando o uso de faixas na cabeça tinha a finalidade de prender e proteger o cabelo. A faixa estreita colocada em torno da copa dos chapéus da atualidade (a fita ou bandana) é um remanescente desse primeiro tipo de proteção para a cabeça.



O chapéu-coco começou a ser usado no século XIX pelos homens e na Inglaterra substitui a cartola nos eventos sociais depois do fim da primeira guerra. Feito de pêlo de lã ou de feltro se tornou muito popular nos anos 40 e 50, sendo associados aos homens de negocios de Londres. Ochapéu-coco se popularizou bastante com a evolução do cinema sendo sempre ligado à figura de Charlie Chaplin.


Com o passar das décadas, este lindo acessorio ganhou nova cara, tamanho, e é claro, novas maneiras de ser usado e deixou de ser um complemento social (uma pena, pois é extremamente charmoso). Pode ser usado com diversos tipos de roupa em todas as estações do ano, mas é claro, requer estilo e sofisticaçao.

( rolava de alguém apresentar o carinha do meio, neh?)

“Quero um chapéu-coco, e agora?”

Eu comprei o meu no mercado central aqui de Belo Horizonte, no segundo piso, em uma loja de palha (?)
Aqui nesse site podemos comprar, mas o preço esta em euro e pro brasil é um pouquinho mais caro (tabela de preços se encontra nos site):
http://www.afabricadoschapeus.com/verao/gen.php?cat=Homem&gen=Cartolas%20e%20Chapeus%20de%20Coco

Essa loja é do Brasil mesmo, mas a diferença de preços pra loja europeia é nua:
https://www.mariachapeu.com.br/46-chapeu-coco-chaplin.html

http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B1a070d2c/9009697_9fJvY.jpeg

26 de março de 2012

Historia: Sapato Oxford

De onde teria surgido os oxford shoes ? Essa é uma pergunta que ninguém sabe ao certo. O que se sabe é que ele surgiu no século XXVII e logo foi aderido pelos alunos da universidade de Oxford na Inglaterra, por isso leva até hoje o nome. Era inicialmente um sapato exclusivamente masculino, mas com o passar do tempo foi adotado pelas mulheres e hoje são faceis de encontrar em diversas cores e modelos (uma merda, ja que eu passei um ano e meio procurando um pra comprar e so fui achar meu primeiro na França no inicio do ano passado e quando eu voltei pro Brasil eu achava um em toda esquina em modelos feios e malfeitos. Ruum)

(foto retirada do lookbook.nu)

O sapato oxford é um sapato fechado de amarrar, com recortes na gáspea (parte superior) e no traseiro que se sobrepõem à lateral do calçado. Geralmente os recortes são pespontados ou com perfuros decorativos, e o sapato é tradicionalmente confeccionado em uma ou duas cores, mas hoje em dia podemos achar modelos estampados (não gosto muito destes) ou com salto alto (se alguém achar pra comprar me avise, por favor).

(Lookbook.nu)

Aqui vai minha dica pra quem quer comprar online:
http://www.muccashop.com.br/sapatos-oxford-onde-comprar/

(lookbook.nu)

21 de março de 2012

Outra face de Alice in Wonderland - Helen Oxenbury

No meu ultimo aniversario uma grande amiga me deu um box maravilhoso de “Alice no Pais das Maravilhas” e “Alice Através do Espelho” ilustrado por Helen Oxenbury. Como eu não conhecia o trabalho da artista até então, resolvi fazer uma pesquisa sobre ela. Além de falar um pouco sobre meu filme preferido na infância que é até hoje uma grande paixão.


Aqui vai a minha dica para quem quer comprar:
http://www.submarino.com.br/produto/1/21809026/box+alice+++caneca+exclusiva+gratis

Nascida na Inglaterra em 1938, estudou nas melhores escolas de arte de Londres. Seu primeiro livro saiu em 1968 nos Estados Unidos. O trabalho da artista pode ser divido em três fases:
1- De 68 a 78, ela se interessou mais especificamente por superficies e texturas, assim como pelo resultado que se pode obter utilizando o lapis de cor e canetas. Seus desenhos eram sempre finalizados, porém não tão bem trabalhados. A ilustração é rica, com muitos detalhes e cores.
2- A partir da década de 80 Helen se interessou mais fortemente aos livros ilustrados para crianças pequenas, livros estes que são associados até hoje ao seu nome. O trabalho passou a ser mais simples, porém com diversos detalhes humoristicos e as texturas passaram a ser menos importantes.
3- Hoje, Helen Exerbury trabalha pata crianças de todas a idades e até mesmo para ilustração de livros adultos.

(famosa cena da lagarta fumante)

(Alice crescendo dentro da casa do coelho)


Para quem não sabe, as aventuras de Alice foram narradas em diversos filmes e não apenas a versão de 2010 produzida por Tim Burton e a versão de 1951 (sim, é realmente velho) produzida pela Disney.
• Existe também uma versão de 1903. Esta versão é um curta e dura 8 minutos! (macabro, não?)


• Acabei de descobrir uma versão de 1933 na qual o roteiro foi reito pelo proprio autor dos livros:


• Se assustem, existe uma adaptação musical de 1972. O filme completo pode ser assistido abaixo:


• Uma versão (que me parece muito fofa) de 1985:


• Uma versão de Alice através do espelho de 1998:


• E finalmente, outra versão meio fail de 1999. Desses filmes ninguém ficou sabendo!


Existem diversas adaptações dos livros, mas essas são as que possuem maior destaque. Quem não fica curioso pra assistir todos?

20 de março de 2012

Designers: Irmãs Mulleavy da Rodarte

As irmãs Laura e Kate Mulleavy, criadoras da marca Rodarte, iniciaram oficialmente sua carreira no New York Fashion Week de 2005 conquistando fãs por todo o mundo e sendo cada vez mais exaltadas pela critica devido à originalidade em seus trabalhos. A grife é marcada pelo uso de material inusitados, mistura de estampas, mistura de tecidos e transormação dos temas mais aleatorios em belissimas criações. Tudo pode servir de inspiração para as duas estilistas, não duvido que uma velha senhora caindo na lama daria uma boa coleção! (Acho que sou usar essa ideia, heim)

Como a coleção lançada em 2008 baseada em peixes:
(Ronaldo Fraga lançou uma parecida um tempo depois, engraçado)



Além de todo esse sucesso, as irmãs já foram premiadas no CDFA Awards, uma espécie de Oscar da moda americana. Além disso, receberam convites para desenvolver linhas em parceria com a Gap, a Opening Ceremony e a rede de lojas populares Target. O segredo do sucesso? UNIÃO! As irmãs criam juntas, não medem palavras para opinão na criação da outra e até mesmo têm mesas de frente uma para a outra no escritorio.


São também de autoria das duas o figurino do filme Cisne Negro, que proporcionou às irmãs uma exposição no MOCA (The Museum of Contemporary Art of Los Angeles), com peças marcantes na carreira das estilistas e figurino usado pelas atrizes no filme.



As atrizes mirins Elle de Dakota Fanning roubaram a cena no desfile da coleção de verão da Rodarte ao usarem vestidos criados pelas irmãs. Elle Fannin inclusive ja se tornou uma espécie de icone da marca ao posar para a mesma.

(tô rindo horrores da cara da tio no canto da foto)

O trabalho de Laura e Kate Mulleavy pode ser acompanhado através do:
• Site: http://www.rodarte.net/
• Facebook: www.facebook.com/OfficialRodarte
•Twitter: www.twitter.com/OfficialRodarte
• Tumblr: www.officialrodarte.tumblr.com
• Youtube: www.youtube.com/Rodarte

19 de março de 2012

Fotografia - Adam Fraser

Então, resolvi começar esse blog falando um pouco de fotografia. Enquanto morava na França tive a chance de conhecer algumas pessoas diferentes de todas as partes do mundo, então conheci o canadense Adam Fraser. Ele é principalmente fotografo de moda (mas não apenas de moda, é claro).

O que mais me agrada no trabalho dele são as cores e o clima das fotografias. Aqui estão algumas de minhas fotografias preferidas :

- Algumas fotos de Nice, na Riviera Francesa, incluindo a estação de trem e uma foto minha na qual fiquei gatinha, ele fez milagres.







- Fotos que ele fez de amigos dele para o Halloween:





- Algumas fotos fantasticas de uma road trip:


(Utrecht na Holanda - so podia ser)


(Café da manhã em Paris)


(Uma amiga no hotel)

Seu trabalho completo pode ser encontrado no seu tumblr:
http://adamhfraser.tumblr.com/
Contato por twitter: https://twitter.com/#!/adamhfraser